franquia de bicicletaria

Franquia de bicicletaria: vale a pena investir nesse negócio?

Criar o próprio negócio ou investir em uma franquia de bicicletaria? Para muitos aspirantes a empreendedores do ramo, é constante a dúvida sobre qual dessas modalidades é mais positiva.

Nesse post, reunimos algumas das informações que você precisa saber sobre as franquias de bicicletaria para concluir se vale ou não a pena investir nesse negócio. Boa leitura!

Como funciona uma franquia

A franquia é um modelo de negócios. Ao invés de abrir um novo empreendimento, o investidor recebe os direitos de utilização da marca, bem como seus produtos para comercialização e sistema de gestão, entre outros detalhes podem variar de acordo com a franquia. 

Para isso, é necessário pagar um valor, que pode ser tanto a participação nos lucros, uma taxa fixa ou ambos. 

Vantagens e desvantagens

Para o empreendedor, investir em uma franquia de bicicletaria é benéfico, pois é como se o negócio não começasse do zero. Juntamente com a aquisição do direito de trabalhar com a marca, também é possível herdar um modelo de negócio já consolidado e aprendizado a respeito de gestão. 

Além disso, também existe a Lei de Franquias, instituída em 1994. Ela estabelece que a franqueadora deve ser transparente e fornecer todas as informações prévias, incluindo direitos, deveres e riscos. Dessa forma, o franqueado é protegido de entrar em uma negociação incerta.

A desvantagem principal é o pagamento de taxas. Uma vez que se fecha contrato com uma franqueadora, essa obrigação deve ser cumprida à risca. Quando esse valor diz respeito a uma porcentagem dos lucros, ele aumenta progressivamente. Também pode haver outras quantias, como royalties (entre 1% e 30%) e taxa de publicidade (cerca de 10%).

A principal desvantagem do modelo de franquias é o pagamento de taxas.

Como escolher uma franqueadora

Ao decidir investir um uma franquia de bicicletaria, é preciso optar por uma boa franqueadora. Afinal, a partir do fechamento do contrato, essa empresa será parceira do seu negócio.

O primeiro passo é informar-se a respeito da franqueadora. Pesquise por notícias, redes sociais e informações sobre o método de trabalho. Se possível, ligue para um de seus franqueados e faça perguntas sobre como ele vê essa parceria. Não se esqueça de verificar o cadastro na Associação Brasileira de Franchising – ABF.

Em seguida, entre em contato com a própria franqueadora, demonstrando interesse em abrir uma nova filial. Deixe que ele explique o funcionamento, a rentabilidade e o retorno do investimento. 

Vale a pena investir nesse negócio?

Não existe uma resposta exata para essa pergunta. O sucesso da sua franquia de bicicletaria pode depender da cidade/bairro em que a loja estará inserida, o contexto socioeconômico e o balanço entre os prós e contras.

De acordo a ABF, o mercado geral de franquias cresceu 7% com relação ao ano passado. Ou seja, há muitas chances de sucesso com esse modelo de negócios. Mesmo assim, não se trata de uma garantia.

Portanto, pesquise sobre o mercado local de bicicletarias, reúna todos os prováveis gastos (internet, energia, construção, colaboradores) e faça uma projeção, tomando com base o retorno do investimento proposto pela franqueadora.

Antes de fechar negócio, faça pesquisas sobre as vantagens, desvantagens e oportunidades.

Dessa forma, você deve descobrir se investir em uma franquia de bicicletaria é um investimento viável e se encaixa à sua realidade.

Se você gostou dessas dicas e quer ter acesso a outros conteúdos exclusivos, assine nossa newsletter!

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *