Browsing Category

praia

alfajor, bike, cicloturismo, Dicas de Pedal, Julio Andó, Lifestyle, mala, montanha, pedalando, praia, trilha, viagens,

Cicloturismo – saiba o que levar


Arrumar as malas para viajar sempre gera dúvidas sobre o que é realmente necessário além de medo de esquecer algo importante. Esse cenário fica ainda mais intenso em caso de viagens feitas de bicicleta. Se você está planejando uma viagem com cicloturismo, confiras as dicas a seguir para montar uma mala leve e funcional!

Cicloturismo e o que levar

Cicloturismo é qualquer viagem feita utilizando uma bicicleta como meio de transporte. Existem locais mais conhecidos, com trilhas já testadas e aprovadas por outros ciclistas. Antes de decidir o que levar, você precisa definir bem cada detalhe da sua viagem: trajeto, hospedagem, forma de alimentação, tempo de permanência e dia do retorno. Com essas informações em mãos, você pode conferir a nossa lista e adaptar cada item de acordo com a sua viagem!

1 – Manutenção da bicicleta. É preciso estar prevenido para acidentes e imprevistos. Leve bomba de ar, chaves nos tamanhos dos apertos da bicicleta, um par de patim de freio, câmara de ar e remendo para câmara de ar. Antes de sair, faça a manutenção de todo o equipamento para garantir uma viagem segura e tranquila.
2 – Higiene pessoal. Você pode comprar itens em embalagens pequenas e próprias para viagem ou pode comprar um kit de embalagens pequenas e levar pequenas quantidades dos produtos que já utiliza normalmente em casa. Não se esqueça: sabonete, shampoo, desodorante, escova e pasta de dentes e itens para fazer a barba. Além disso, é importante levar protetor solar e repelente.
3 – Alimentação. Primeiro é preciso saber se você vai acampar e fazer a própria comida durante toda a viagem ou se vai ficar hospedado em um hotel e se alimentar em restaurantes locais. Em todo caso, é importante levar produtos que não estraguem facilmente para levar durante o trajeto. Aposte em frutas secas, barras de cereal e drágea descontaminante de água.

4 – Medicamentos. Se você toma algum remédio regularmente, garanta que terá a quantidade suficiente para todos os dias de viagem. Verifique se o local a ser visitado tem risco maior de algumas doenças que podem ser evitadas com vacinas, como a febre amarela, e atualize o seu cartão de vacinas antes de seguir viagem. Alguns medicamentos podem ajudar com imprevistos e devem fazer parte da sua lista: antialérgico, relaxante muscular, antitérmico e pomada anti-assadura. Soro fisiológico, álcool, algodão e esparadrapo também são itens fundamentais.
5 – Roupas. Leve no mínimo dois uniformes para pedalar e uma capa de chuva. Roupa confortável para dormir, chinelos e uma toalha pequena. Confira a previsão do tempo para a região visitada e leve apenas os itens indispensáveis para evitar peso extra.
6 – Itens diversos. Canivete, lanterna, óculos de sol, máquina fotográfica, binóculos, kit de primeiros socorros, mapas, livros, documentos originais e cópias, endereços importantes e contatos de emergência. Capacete e demais itens de segurança pessoal não podem faltar, principalmente se você pretende fazer trilhas. Além disso, verifique se a sua bicicleta segue as normas do Código de Trânsito Brasileiro e conta com olhos de gato nos pedais, espelho retrovisor, luzes dianteiras e traseiras e campainha.

beach bike, bicicleta, bike, bike city, city, cycle, Dicas de Pedal, Julio Andó, praia,

Qual a bicicleta ideal para sua atividade?

Características da bike devem ser levadas em conta para escolher seu equipamento

O ciclismo é um esporte bastante democrático e variado: pode ser praticado por quase qualquer pessoa, independentemente de seu tipo físico, idade, ou rendimento. É também uma atividade física muito plural pois pode ser praticada em quase qualquer piso, desde uma rua asfaltada a até mesmo uma acidentada montanha de pedras.

No entanto, é sempre necessário dedicar muita atenção à escolha dos equipamentos que serão utilizados, tanto para uma melhor performance como para garantir uma maior segurança ao ciclista, seus companheiros e às pessoas que eventualmente estejam no mesmo local. Isto envolve utilizar os equipamentos corretos, mas principalmente uma bike indicada e devidamente equipada para este tipo de atividade. Neste artigo, você terá algumas noções de como escolher a bicicleta mais indicada para seu tipo de “pedalada”.

Escolhendo uma bicicleta para determinado piso

Nesse artigo, nos concentramos principalmente sobre três tipos de piso: trilha, praia e asfalto. Cada um destes pisos possui subdivisões e características próprias, mas aqui serão dadas noções gerais sobre qual bike deve ser utilizada em cada uma destas categorias.

Praia

A praia é o lugar ideal para se utilizar (e muito) uma bicicleta.
Como as regiões litorâneas normalmente são bastante planas e com terrenos pouco acidentados, podem-se utilizar bicicletas que valorizem o conforto do ciclista e que não necessariamente sejam feitas para ganhar grandes velocidades. Afinal, quem normalmente pedala na praia, não o faz com muita pressa.

Para estas situações, uma bicicleta de pneu largo pode oferecer a segurança e o conforto para alternar entre pedaladas no calçadão e na areia. Como o terreno é majoritariamente plano, o uso de marchas é dispensável. Utilize um guidão que permita um posicionamento confortável e relaxado na bicicleta, com boa curvatura. O banco pode ser mais largo, e os pneus de aro 26 são uma boa escolha.

Cidade

As cidades podem apresentar características bastante diferenciadas entre si, mas é indicado que a bicicleta se adéque tanto àquele território urbano como às intenções do ciclista ao pedalar. De forma geral, as cidades apresentam um terreno com várias ondulações, e um piso não necessariamente de boa qualidade, visto que boa parte das ruas possuem buracos ou rachaduras.

Por isso, a bicicleta urbana tem que ser pensada para gerar o máximo de performance e velocidade com o mínimo possível de esforço do ciclista. Neste sentido, uma boa opção é se utilizar uma bike com 21 marchas, freios V-Brake para garantir uma frenagem ágil e eficaz, além de um banco mais fino e um guidão que promova alguma curvatura no corpo, a fim de diminuir a resistência do ar e conferir mais força ao ciclista. Pneus finos de 700cc dão conta do recado.

Trilhas

O terreno das trilhas são os que costumam exigir mais de seu equipamento, bem como do ciclista. Por esse motivo, a bicicleta para trilhas deve ser montada para garantir resistência, segurança e o máximo conforto ao ciclista. Para este tipo de atividade, a prioridade é garantir ao ciclista o maior controle possível sobre a bike, e não necessariamente uma grande aerodinâmica.