Browsing Category

montanha

alfajor, bike, cicloturismo, Dicas de Pedal, Julio Andó, Lifestyle, mala, montanha, pedalando, praia, trilha, viagens,

Cicloturismo – saiba o que levar


Arrumar as malas para viajar sempre gera dúvidas sobre o que é realmente necessário além de medo de esquecer algo importante. Esse cenário fica ainda mais intenso em caso de viagens feitas de bicicleta. Se você está planejando uma viagem com cicloturismo, confiras as dicas a seguir para montar uma mala leve e funcional!

Cicloturismo e o que levar

Cicloturismo é qualquer viagem feita utilizando uma bicicleta como meio de transporte. Existem locais mais conhecidos, com trilhas já testadas e aprovadas por outros ciclistas. Antes de decidir o que levar, você precisa definir bem cada detalhe da sua viagem: trajeto, hospedagem, forma de alimentação, tempo de permanência e dia do retorno. Com essas informações em mãos, você pode conferir a nossa lista e adaptar cada item de acordo com a sua viagem!

1 – Manutenção da bicicleta. É preciso estar prevenido para acidentes e imprevistos. Leve bomba de ar, chaves nos tamanhos dos apertos da bicicleta, um par de patim de freio, câmara de ar e remendo para câmara de ar. Antes de sair, faça a manutenção de todo o equipamento para garantir uma viagem segura e tranquila.
2 – Higiene pessoal. Você pode comprar itens em embalagens pequenas e próprias para viagem ou pode comprar um kit de embalagens pequenas e levar pequenas quantidades dos produtos que já utiliza normalmente em casa. Não se esqueça: sabonete, shampoo, desodorante, escova e pasta de dentes e itens para fazer a barba. Além disso, é importante levar protetor solar e repelente.
3 – Alimentação. Primeiro é preciso saber se você vai acampar e fazer a própria comida durante toda a viagem ou se vai ficar hospedado em um hotel e se alimentar em restaurantes locais. Em todo caso, é importante levar produtos que não estraguem facilmente para levar durante o trajeto. Aposte em frutas secas, barras de cereal e drágea descontaminante de água.

4 – Medicamentos. Se você toma algum remédio regularmente, garanta que terá a quantidade suficiente para todos os dias de viagem. Verifique se o local a ser visitado tem risco maior de algumas doenças que podem ser evitadas com vacinas, como a febre amarela, e atualize o seu cartão de vacinas antes de seguir viagem. Alguns medicamentos podem ajudar com imprevistos e devem fazer parte da sua lista: antialérgico, relaxante muscular, antitérmico e pomada anti-assadura. Soro fisiológico, álcool, algodão e esparadrapo também são itens fundamentais.
5 – Roupas. Leve no mínimo dois uniformes para pedalar e uma capa de chuva. Roupa confortável para dormir, chinelos e uma toalha pequena. Confira a previsão do tempo para a região visitada e leve apenas os itens indispensáveis para evitar peso extra.
6 – Itens diversos. Canivete, lanterna, óculos de sol, máquina fotográfica, binóculos, kit de primeiros socorros, mapas, livros, documentos originais e cópias, endereços importantes e contatos de emergência. Capacete e demais itens de segurança pessoal não podem faltar, principalmente se você pretende fazer trilhas. Além disso, verifique se a sua bicicleta segue as normas do Código de Trânsito Brasileiro e conta com olhos de gato nos pedais, espelho retrovisor, luzes dianteiras e traseiras e campainha.

bike, ciclismo, cycle, Dicas de Pedal, força, Informações, montanha, morro, mountain bike, speed, subida,

10 dicas para encarar subidas de bicicleta

Andar de bicicleta é uma ótima opção de lazer, meio de transporte e atividade física. Quem começa não quer mais parar, logo se apaixona pelo ciclismo e quer ir além, superando desafios e ultrapassando as barreiras do próprio corpo. Após aumentar as distâncias percorridas e realizar os mesmos trajetos em cada vez menos tempo, um dos grandes obstáculos a se encarar são as subidas.

Os iniciantes podem ficar com medo e até mesmo evitar subidas muito inclinadas, principalmente em ciclovias próximas a vias muito movimentadas. A boa notícia é que é possível superar esse medo seguindo algumas dicas, e em pouco tempo você vai se surpreender com o seu desempenho pedalando qualquer subida.

10 dicas para encarar subidas de bicicleta

1 – Postura. Pedalar em pé te permite ir mais rápido, embora seja mais cansativo. Isso vai depender da distância da subida. O ideal em subidas é tentar equilibrar a força por todo o corpo, dividindo o peso.
2 – Ajuste. A distância entre banco e pedal pode evitar dores e tornar a subida mais fácil. Para ajustar a altura, sente-se na bicicleta e coloque o pé nos pedais. O ideal é que, quando o pedal estiver na parte mais baixa da curvatura da pedalada, a sua perna fique quase totalmente esticada.
3 – Respiração. Inspire e expire devagar, mantenha um ritmo de respiração calmo e constante. Dessa forma, fica mais fácil ter fôlego até o final da subida.
4 – Relaxe. Relaxar a parte superior do corpo facilita a respiração e deixa a pedalada mais leve. Manter a cabeça pra frente e a coluna ereta também são formas de tornar a subida mais tranquila.
5 – Devagar e sempre. Essa dica vale principalmente para o começo da subida, assim você poupa energia para todo o trajeto.
6 – Ritmo. Manter um ritmo de 90 RPM é ideal para evitar que o ciclista se canse rápido demais. Para quem não entende o termo específico, tente manter uma volta e meia do pedal a cada segundo.

7 – Zigue-zague. Esta dica vale para trilhas e parques. Pedalar em zigue-zague ajuda a diminuir a elevação da subida, apesar de prolongar um pouco o trajeto. Só não use essa dica em ciclovias com carros próximos, pois pode ser perigoso por não ter o espaço necessário.
8 – Pesquise. Conheça o caminho antes de sair de casa. Pergunte a amigos que já fizerem o trajeto ou pesquise na internet. Dessa forma você pode conseguir dicas específicas sobre a subida que precisa encarar.
9 – Transpiração. Use roupas especiais e leve uma garrafa de água. Uma subida exige mais esforço para pedalar do que terrenos planos.
10 – Confiança. Acreditar que você é capaz certamente tornará a subida mais leve.

Se apesar dessas dicas você ainda está inseguro e sente que precisa de mais um tempo para ter mais força muscular e disposição física, desça da bicicleta e faça a subida andando ou mude de caminho. Cada pessoa tem seu ritmo e seu tempo, e nenhum ciclista nasce da noite para o dia.